Empresas podem oferecer imóveis para pagar débitos tributários

 :
Contribuintes poderão oferecer à União bens imóveis para pagar débitos tributários inscritos em dívida ativa. Essa possibilidade, conhecida como dação em pagamento , foi regulamentada pela Portaria nº 32, da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), que detalha em 11 artigos os procedimentos para esse tipo de operação.

A dação está prevista na Lei n° 13.259, de 2016, mas nunca foi aplicada, de acordo com a própria PGFN, por falta de regulamentação. Os pedidos administrativos de contribuintes interessados em oferecer imóveis como forma de extinguir o débito fiscal têm sido negados sob o argumento da ausência de critérios para a avaliação do bem.

De acordo com artigo 5° da portaria, o devedor deverá apresentar requerimento de dação em pagamento em unidade da PGFN, acompanhado, dentre outros documentos, de laudo de avaliação elaborado por bancos oficiais – como Caixa Econômica Federal (CEF) -, no caso de imóveis urbanos, ou emitido pelo Incra, para imóveis rurais.

Caso o débito esteja sendo discutido judicialmente (artigo 4º), o devedor será obrigado a desistir das ações judiciais que tenham por objeto os débitos que serão quitados. A PGFN vai disponibilizar na internet a relação de bens imóveis ofertados pelos devedores para consulta pelos órgãos públicos federais interessados.

Para o advogado Renato Vilela Faria, do Peixoto
Contato
Email:

contatocellim.com.br

Fone:

11.4121.3400

Endereço:

Rua Santos Dumont n.º 168, Conjunto 22
Centro - São Bernardo do Campo/SP

Ver no Waze


Novidades
  • Multas e Recursos
  • SEFAZ/PE Disponibiliza Gratuitamente Aplicativo denominado Menor Preço - NFC-e / NF-e
  • Nos dias 18 e 19 de outubro, FBC realizará curso  Perícia Financeira  em Natal
  • Futuro do trabalho é tema de consulta pública aberta à participação popular
  • É publicada a ISO 45001 - Sistemas de Gestão em SST
  • Associação de magistrados vai discutir cobrança de IR sobre auxílio-moradia
  • BC regulamenta nova alternativa para o recebimento de remessa do exterior
  • Plenário reafirma constitucionalidade da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL)
  • Projeto Redesim reduz o tempo de abertura de empresas no Brasil
Redes Sociais